Lente McMaster da Terapia Ocupacional

Recentemente, decidi organizar minha estante e comecei a rever meus cadernos da época da faculdade. Entre as anotações de “Fundamentos de Terapia Ocupacional II” (caderno do terceiro ano), me deparei com a representação de um modelo muito interessante: a Lente McMaster de Terapia Ocupacional. Uma vez que procurei na internet e não encontrei nada a respeito, achei que seria interessante disponibilizá-lo aqui.

A Lente McMaster representa a ótica através da qual o Terapeuta Ocupacional enxerga cada paciente. Representada por 8 lentes, ela indica a ordem de prioridades a serem consideradas pelo profissional ao realizar suas avaliações e reavaliações.

Vamos a ela?

1. OCUPAÇÃO

É a primeira lente pela qual o Terapeuta Ocupacional vê o paciente, e o tema central da atuação. Ela considera todas as ações realizadas por ele, ou seja, as atividades de auto-cuidado, cuidado com o ambiente, lazer e produtividade, identificando as limitações apresentadas pelo paciente e suas respectivas causas.

2. ESPIRITUALIDADE

Considera o meio, os valores e os propósitos do paciente. É o significado e a essência da vida de cada um, e busca dar sentido a si próprio e à própria experiência humana. Os Terapeutas Ocupacionais devem oportunizar aos pacientes temas existenciais: sofrimento, culpa, perdão, alegria, liberdade, solidão, entre outros, e identificar quais as necessidades deste paciente, para que também sejam abordadas em tratamento.

3. DESENVOLVIMENTO

Referente à etapa de desenvolvimento que a pessoa se encontra, é de suma importância no processo de terapia, uma vez que cada etapa compreende habilidades diferentes, bem como limitações.

4. P.A.O. (Pessoa, Ambiente, Ocupação)

São três sistemas que, juntos e inter-relacionados, resultam no desempenho ocupacional do paciente. Cada sistema compreende diversos sub-sistemas:

– Pessoa: sentimentos, habilidades físicas/cognitivas

– Ambiente: localização, valores, cultura

– Ocupação: ações, auto-cuidado, lazer, produtividade

5. ENFOQUE TEÓRICO

É a escolha pelo TO de um quadro de referência para o tratamento, podendo ser escolhido mais de um, de acordo com as necessidades.

6. AVALIAÇÃO

A avaliação inicial é essencial. Identificando-se as queixas do próprio paciente, os componentes de desempenho que estão defasados e o prognóstico de acordo com a patologia, o terapeuta tem uma base para iniciar o tratamento e comparar a evolução no momento da reavaliação.

7. TRATAMENTO

O TO desenvolve e complementa um plano de ação que inclui intervenção estratégica e técnicas de tratamento específicas, conduzindo o paciente para atingir os resultados desejados.

8. RESULTADO

Durante a continuidade do tratamento, o monitoramento do progresso é baseado em notas e na avaliação da evolução do desempenho ocupacional.

 

Todo Terapeuta Ocupacional deve sempre utilizar a Lente McMaster para olhar seu paciente durante as avaliações e o próprio tratamento, mensurando os resultados de sua intervenção. Espero que tenham gostado!

Obrigada pela visita, e até a próxima!

 

Anúncios

“Quero ser Terapeuta Ocupacional”

Preparei para o dia de hoje uma postagem muito especial, na qual trabalhei por alguns meses. Trata-se de uma historia em quadrinhos que explica um pouco da nossa atuação, e eu a dedico a todos nós, profissionais de Terapia Ocupacional, e também àqueles que um dia o serão.

Aproveito a época dos vestibulares para tentar alcançar os estudantes que ainda não se decidiram, ou que não conhecem a TO. Aqui está uma oportunidade para conhecer mais uma opção e, quem sabe, a escolherem.

Gosto de descrever a Terapia Ocupacional como a terapia da ocupação, onde nossas ocupações mais básicas são as nossas atividades de auto-cuidado (alimentação, higiene, vestuário, comunicação, locomoção), passando pelas atividades de cuidado com a casa e atividades externas, como as profissionais / de estudo e as de lazer. Qualquer pessoa que apresente dificuldade em realizar quaisquer dessas atividades devido a algum tipo de limitação deve procurar um profissional de Terapia Ocupacional, pois a atividade é o nosso foco.

Espero que gostem!

 

Feliz dia do Terapeuta Ocupacional!

Obrigada pela visita, e até a próxima.