Método de Bandagem Funcional Therapy Taping na Terapia Ocupacional

Quem é que já não ouviu falar sobre bandagem funcional e seus diferentes métodos de aplicação?

01

A bandagem funcional é feita de tecido elástico, e após a aplicação, permanece aderida à pele fornecendo estímulos terapêuticos 24 horas por dia. O método Therapy Taping, criado pelo fisioterapeuta Nelson Morini Junior, considera o conceito de estimulação tegumentar como forma de obter melhores respostas motoras. E é sobre este método que falaremos hoje, aqui no Reabilitando com Terapia Ocupacional, uma vez que seus ótimos resultados podem contribuir para a funcionalidade do nosso paciente.

Nem sempre nós consideramos a importância do nosso órgão mais externo: a PELE. Nossa pele é dotada de diversos tipos de receptores, que enviam o estímulo ao cérebro para que este seja identificado e uma resposta motora seja enviada. Assim, com este método, nós investimos na sensação tátil para obtermos reações na motricidade e na consciência corporal do paciente.

Utilizando a bandagem, conseguimos promover um estímulo sensorial através da pele que auxilia o sistema nervoso a identificar a estrutura muscular a ser trabalhada. Desta forma, o paciente consegue realizar os movimentos da forma correta, contraindo ou relaxando a musculatura escolhida pelo terapeuta, de acordo com o tipo de aplicação e da localização do ponto fixo e do(s) ponto(s) móvel(is) da bandagem.

1

Na Terapia Ocupacional, podemos utiliza-la com o objetivo de aumentar a funcionalidade tanto em pacientes neurológicos como ortopédicos. A aplicação do tipo luva, por exemplo, pode promover a estimulação sensorial na extremidade do membro superior parético, aumentando a consciência corporal e a participação deste membro na realização de atividades.

Foto-0214

Outra aplicação interessante para a nossa intervenção é na região da cintura escapular. Uma das grandes demandas da Terapia Ocupacional é de pacientes que sofreram um Acidente Vascular Encefálico com consequente hemiparesia em um dos lados do corpo. Tal hemiparesia causa dores na região do ombro afetado, devido à flacidez e ao próprio peso do membro superior, que mantém os ligamentos constantemente alongados. A bandagem pode ser uma grande aliada no processo de reabilitação do membro superior parético, condicionando o sistema nervoso a enviar respostas de força reativa à força exercida pela bandagem e facilitando a contração muscular e o retorno dos movimentos de forma ativa.

Foto-0215

Da mesma forma, podemos utilizar a bandagem em pacientes ortopédicos, e em vários outros casos. Os benefícios da utilização da bandagem são inúmeros, tais como:

– diminuição da pressão entre os ossos em processos de artrose;

– estabilização de articulações;

– diminuição de dor;

– drenagem de regiões edemaciadas;

– relaxamento muscular;

– correção postural;

– facilitação do movimento muscular em casos de paralisia ou paresia;

– etc.

Como Terapeutas Ocupacionais, podemos investir na utilização da bandagem funcional para potencializar as capacidades do nosso paciente, atingindo com mais facilidade e rapidez os nossos objetivos.

Obrigada pela visita, e até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: